Venezuela: Sempre que o marxismo leninismo governa há repressão e ausência de liberdade
Sexta, 21 Abril 2017 12:09    PDF Versão para impressão Enviar por E-mail

tcorreia

Voto de Condenação N.º 287/XIII/2.ª Pelo Agravamento da Situação de Instabilidade e Insegurança na Venezuela (CDS-PP)

A evolução da situação política e social na Venezuela agravou-se drasticamente nos últimos dias. As imagens de violência e desordem que nos chegam periodicamente são reveladores dessa instabilidade e tensão institucional entre as autoridades venezuelanas e a oposição, que parecem estar a resultar numa deterioração gritante dos direitos humanos, numa indesejável regressão constitucional e democrática, e na repressão brutal do regime Venezuela contra os protestos da oposição.

Em Caracas, o confronto entre as forças venezuelanas e a oposição, redundou, até ao momento, na morte de 3 pessoas e na detenção de mais de 500 pessoas. A interrupção de um processo constitucional e democrático é sempre uma circunstância alarmante. Como tal, deve merecer a nossa atenção específica, pois a rutura da ordem política e social representa um risco grave e perigoso, com consequências humanitárias desastrosas, não só para o povo Venezuela como para a vasta comunidade de portugueses e lusodescendentes que lá residem.

Portugal deverá empenhar-se, em conjunto com os parceiros europeus, em exigir às autoridades venezuelanas a cessação imediata da violência contra a contestação democrática, porque só a contenção da violência poderá possibilitar a restituição da ordem constitucional, permitindo a um país, tão determinante na região e com mais dois séculos de história, evitar qualquer espetro de conflito armado. A decisão do regime de Nicolás Maduro de armar mais de 500 mil civis e formar milícias e grupos paramilitares pró-governamentais para conter violentamente a contestação pública é, neste contexto, particularmente preocupante.

Assim, a Assembleia da República:

1) Condena o agravamento da situação política e social na Venezuela e a perturbação grave da ordem democrática, com consequências terríveis para o povo venezuelano e para a comunidade portuguesa residente naquele país;

2) Insta as autoridades venezuelanas a instaurar a conter a violência e a respeitar os direitos da oposição democrática, restituindo a ordem constitucional na Venezuela;

3) Apela às autoridades da Venezuela para que, face à situação humanitária existente, permita a atuação das organizações internacionais de ajuda humanitária no apoio às populações carenciadas.

 

 

História CDS

user4_pic

Conheça a história do Grupo parlamentar do CDS.

Parlamento Direto

bancada2014pq

Videos do Plenário, comissões e outras intervenções.

Iniciativas CDS

deputados_XII

Projectos de Lei e Projectos de Resolução apresentados pelo Grupo Parlamentar.

Deputados CDS

News image

Assunção Cristas

Círculo Eleitoral Leiria Presidente do CDS-PP

News image

Nuno Magalhães

Círculo Eleitoral Setúbal Presidente do Grupo Parlamentar Vice-Pres...

News image

Cecília Meireles

Círculo Eleitoral Porto Vice-Presidente do Grupo Parlamentar Vic...

News image

Telmo Correia

Círculo Eleitoral Braga Vice-Presidente do Grupo Parlamentar

News image

Hélder Amaral

Círculo Eleitoral Viseu Vice-Presidente do Grupo Parlamentar

News image

Teresa Caeiro

Círculo Eleitoral Faro Vice-Presidente da Assembleia da República

News image

António Carlos Monteiro

Círculo Eleitoral Aveiro Secretário da Mesa da Assembleia da Repúblic...

News image

Álvaro Castello-Branco

Círculo Eleitoral Porto

News image

Ana Rita Bessa

Círculo Eleitoral Lisboa

News image

Filipe Anacoreta Correia

Círculo Eleitoral Lisboa

News image

Filipe Lobo d'Ávila

Círculo Eleitoral Lisboa

News image

Ilda Araújo Novo

Círculo Eleitoral Viana do Castelo

News image

Isabel Galriça Neto

Círculo Eleitoral Lisboa

News image

João Pinho de Almeida

Círculo Eleitoral Aveiro

News image

João Rebelo

Círculo Eleitoral Lisboa

News image

Patrícia Fonseca

Círculo Eleitoral Santarém

News image

Pedro Mota Soares

Círculo Eleitoral Porto

News image

Vânia Dias da Silva

Círculo Eleitoral Braga