Assunção Cristas preocupada com efeitos da greve dos motoristas nas campanhas agrícolas
Terça, 06 Agosto 2019 22:16    PDF Versão para impressão Enviar por E-mail

assuncao bombarralA líder do CDS-PP, Assunção Cristas, manifestou esta terça-feira preocupação com a possibilidade de a greve dos motoristas afetar as campanhas agrícolas e pôr em perigo as colheitas, e exigiu ao Governo que equacione todos os cenários e possíveis soluções.

"[O abastecimento às explorações agrícolas] é um tema que me preocupa muito", disse à agência Lusa Assunção Cristas, admitindo temer as consequências da paralisação, prevista iniciar na próxima segunda-feira, dia 12, "para o mundo rural, em plena época de colheitas".

No Bombarral, distrito de Leiria, onde visitou o Festival Nacional do Vinho Português e a Feira Nacional da Pera Rocha, Assunção Cristas sublinhou que há várias campanhas agrícolas que "estão a arrancar ou que já estão a meio e, obviamente, sem combustível, sem camiões ou sem camionistas para os poderem operar, haverá muita dificuldade em ter um ano agrícola minimamente normal".

A dirigente centrista defendeu que "o Governo tem de se empenhar em prever todos os cenários possíveis para que em qualquer um deles haja resposta", considerando que os governantes devem fazer "tudo o que está ao seu alcance para tentar que a greve não aconteça".

Para Assunção Cristas, se, apesar das negociações, os motoristas avançarem com a greve, o Governo terá, então, de "saber qual vai ser o plano B e o plano C, para garantir" que o país vai "continuar a ter abastecimento nos supermercados, nas bombas de gasolina e a ter uma vida mais ou menos normal".

 

Deputados CDS

News image

Cecília Meireles

Círculo Eleitoral Porto Presidente do Grupo Parlamentar

News image

Ana Rita Bessa

Círculo Eleitoral Lisboa

News image

Assunção Cristas

Círculo Eleitoral Lisboa Presidente do CDS-PP

News image

João Pinho de Almeida

Círculo Eleitoral Aveiro

News image

Telmo Correia

Círculo Eleitoral Braga