CDS questiona Governo sobre equipa médico-cirúrgica do Hospital do Litoral Alentejano
Quarta, 13 Novembro 2019 18:45    PDF Versão para impressão Enviar por E-mail

Hospital-do-Litoral-Alentejano-01A deputada do CDS-PP Ana Rita Bessa questionou a Ministra da Saúde sobre o conteúdo do comunicado emitido pelo Chefe da Equipa de Urgência Médico-Cirúrgica do Hospital do Litoral Alentejano, querendo que a tutela confirme a situação.

Em várias questões, Ana Rita Bessa quer saber que justificação apresenta a ministra para que a equipa médica se encontre “fortemente desfalcada” e quantos médicos estão em falta neste hospital.

A deputada questiona que comentário faz a ministra ao facto de os médicos não se responsabilizarem pelo que possa ocorrer no Serviço de Urgência, se a tutela tem conhecimento de alguma ocorrência resultante desta situação, quais foram os tempos de espera registados entre as 20h00 de dia 12 e as 8h00 de dia 13 de novembro neste Serviço, que diligências já tomou para assegurar que esta situação não volta a repetir-se, que justificação apresentou o Conselho de Administração deste hospital para o sucedido, quantas vezes é que situações semelhantes já ocorreram neste hospital, e, finalmente, se a ministra tem condições de assegurar que os utentes que recorrem ao Hospital do Litoral Alentejano não vão voltar a deparar-se com uma situação semelhante.

Notícias vindas hoje a público dão conta de um comunicado emitido ontem pelo Chefe da Equipa de Urgência Médico-Cirúrgica do Hospital do Litoral Alentejano, informando os utentes que “(...) a equipa médica se encontra fortemente desfalcada a partir das 20 horas de hoje até às 8 horas de amanhã, pelo que os tempos de espera serão largamente ultrapassados. (...)”.

Mais ainda, é referido no comunicado que “Não nos responsabilizamos pelo que possa ocorrer hoje no serviço de urgência.”

Segundo é dado a conhecer pelas mesmas notícias, esta não será a primeira vez que esta situação ocorre e, na sua origem, está a falta de médicos.

O porta-voz dos utentes referiu publicamente que é necessário deixar de recorrer a empresas prestadoras de serviços para assegurar médicos neste hospital e que é essencial proceder à contratação efetiva dos médicos necessários, sendo que também estão em falta enfermeiros e outros profissionais.

Ora, perante estes factos, o Grupo Parlamentar do CDS-PP não pode deixar de ficar muito apreensivo entendendo, assim, ser essencial obter um esclarecimento por parte da Senhora Ministra da Saúde.

 

Deputados CDS

News image

Cecília Meireles

Círculo Eleitoral Porto Presidente do Grupo Parlamentar

News image

Ana Rita Bessa

Círculo Eleitoral Lisboa

News image

Assunção Cristas

Círculo Eleitoral Lisboa Presidente do CDS-PP

News image

João Pinho de Almeida

Círculo Eleitoral Aveiro

News image

Telmo Correia

Círculo Eleitoral Braga