CDS diz a Ventura que deputados não são "eleitos apenas para protestar"
Quarta, 18 Dezembro 2019 21:58    PDF Versão para impressão Enviar por E-mail

cecilia 9De acordo com a versão atual do Regimento da Assembleia da República, os deputados únicos têm direito a fazer três declarações políticas por sessão legislativa, mas na nova versão (que poderá ser aprovada ainda este mês) esse número aumenta para cinco. Ou seja, nesta sessão legislativa, Ventura ainda poderá fazer mais duas declarações políticas.

Na sua intervenção, o deputado de extrema-direita começou por fazer uma referência ao facto de o presidente da Assembleia da República, Eduardo Ferro Rodrigues, o ter advertido por usar várias vezes as expressões "vergonha" e "vergonhoso", apontando que estes são "tempos em que a liberdade de expressão é colocada em causa", seja com "palavras proibidas" ou através da invocação do regimento.

A deputada Cecília Meireles, do CDS-PP, pediu serenidade porque o momento estava a ser "agitado e não deveria ser", e pediu ao deputado do Chega que apresentasse soluções para as questões que apontou, advogando que os deputados não são "eleitos apenas para protestar", mas para ajudar a resolver problemas.

"Mostramos respeito aos portugueses quando mostramos respeito uns aos outros", alegou a líder da bancada centrista, notando que os cidadãos - muitas vezes invocados por André Ventura - também devem estar "cansados" de assistir a incidentes no parlamento.

 

Fonte: Lusa

 

 

 

Deputados CDS

News image

Cecília Meireles

Círculo Eleitoral Porto Presidente do Grupo Parlamentar

News image

Ana Rita Bessa

Círculo Eleitoral Lisboa

News image

João Gonçalves Pereira

Círculo Eleitoral Lisboa

News image

João Pinho de Almeida

Círculo Eleitoral Aveiro

News image

Telmo Correia

Círculo Eleitoral Braga