Coronavírus: CDS questiona Governo sobre viagens de finalistas
Sexta, 06 Março 2020 09:58    PDF Versão para impressão Enviar por E-mail

joao almeida laborNuma pergunta enviada ao ministro da Educação, o deputado do CDS-PP João Pinho de Almeida sugere se, dado o atual panorama internacional relacionado com o surto do Covid-19 e o surgimento dos primeiros casos em Portugal, praticamente todos relacionados com viagens ao estrangeiro, não considera a tutela ser mais avisado determinar a suspensão temporária das viagens de finalistas.

Entre os vários documentos preparados pela Direção-Geral dos Estabelecimentos Escolares (DGEstE) face ao surto do Coronavírus (Covid-19), constam:

- [Informação de 26/02/2020] Covid – 19 (Coronavirus) Visitas de Estudo ao Estrangeiro, que refere: «Face às notícias sobre a propagação do vírus Covid- 19 (coronavirus) e apesar de não haver ainda por parte das autoridades de saúde restrições de deslocação para fora do país, a DGEstE aconselha a ponderação sobre a oportunidade e conveniência de se realizarem visitas de estudo e outras deslocações ao estrangeiro, em particular a países ou a zonas com maior incidência de casos de infeção. […]»;

e

- [Informação de 05/03/2020] Orientações às Escolas para a elaboração do Plano de Contingência, na qual consta o ponto «PROCEDIMENTOS PREVENTIVOS - Regresso de deslocações ao estrangeiro: Não tendo sido decretada pela DGS, até ao presente momento, qualquer restrição a deslocações ao estrangeiro, recomenda-se a devida ponderação relativamente à conveniência dessas deslocações, principalmente para países ou zonas em que a propagação do vírus se mostra mais ativa, identificados pelas Autoridades de Saúde.».

Em face destas orientações, o Grupo Parlamentar do CDS-PP teve conhecimento de que as escolas estão apenas a recomendar a suspensão de viagens em território nacional, além de outras medidas mais específicas ao nível da comunidade escolar, mas que os diretores não querem assumir a proibição de viagens ao estrangeiro, já marcadas e que determinam perda de verbas, caso não haja uma ordem superior.

Ora, dado o panorama internacional e o aparecimento dos primeiros casos em Portugal, praticamente todos relacionados com viagens ao estrangeiro, e face à aproximação da época em que são realizadas as viagens de finalistas, na sua larga maioria para outros países, entende o CDS-PP que a DGEstE deveria ser mais assertiva quanto a estas viagens, determinando mesmo a sua suspensão temporária.

 

Deputados CDS

News image

Cecília Meireles

Círculo Eleitoral Porto Presidente do Grupo Parlamentar

News image

Ana Rita Bessa

Círculo Eleitoral Lisboa

News image

João Gonçalves Pereira

Círculo Eleitoral Lisboa

News image

João Pinho de Almeida

Círculo Eleitoral Aveiro

News image

Telmo Correia

Círculo Eleitoral Braga