Coronavírus: Falta de atuação clara do Governo causa incerteza na vida das pessoas
Terça, 10 Março 2020 21:19    PDF Versão para impressão Enviar por E-mail

ana rita bessa ishNa audição Parlamentar de Graça Freitas, Ana Rita Bessa, do CDS, critica o «delay entre as primeiras informações de um surto e o plano de contingência que agora é trazido». E diz que a «ausência de informação tem levado a sociedade civil a tomar medidas casuísticas», apontando a existência de escolas fechadas e outras abertas.

A deputada considera «estranho que no dia em que sai o plano de contingência ao mesmo se levante a questão se devem ser encerradas escolas», apontando as tais «medidas casuísticas» que estão a ser tomadas pelo país. Também questiona Graça Freitas sobre se «é altura ou haverá um momento em que se pode acionar a capacidade que existe no setor privado que tem 500 camas disponíveis de cuidados intensivos?».

Também pergunta sobre a falta de meios humanos e de equipamentos ou se foi feita formação aos médicos para lidarem com este novo vírus, tanto nos cuidados de saúde primários como nos internistas. E, claro, sobre o reforço da linha de saúde 24, que nenhum deputado até agora deixou de referir nesta audição.

Por fim deixa uma pergunta concreta: «Confirma que várias pessoas que vieram de Itália foram informadas que podiam continuar a sua vida normal?». «Uma única professora que voltou de Itália é responsável pela quarentena de 150 alunos», refere.

 

Deputados CDS

News image

Cecília Meireles

Círculo Eleitoral Porto Presidente do Grupo Parlamentar

News image

Ana Rita Bessa

Círculo Eleitoral Lisboa

News image

João Gonçalves Pereira

Círculo Eleitoral Lisboa

News image

João Pinho de Almeida

Círculo Eleitoral Aveiro

News image

Telmo Correia

Círculo Eleitoral Braga