CDS desafia Ministra da Cultura a classificar Padrão dos Descobrimentos como monumento
Sexta, 10 Setembro 2021 13:14    PDF Versão para impressão Enviar por E-mail

padrao dos descobrimentosNuma pergunta dirigida à Ministra da Cultura, os deputados do CDS Ana Rita Bessa e Telmo Correia querem saber exatamente em que ponto está a análise ao pedido de classificação do Padrão dos Descobrimentos como monumento nacional, feito em fevereiro pela Associação Cívica Cidadania LX.

Os deputados do CDS questionam depois se, sendo o Padrão dos Descobrimentos uma das «imagens de marca» de Lisboa, e até mesmo do turismo nacional, com milhares de visitantes por ano e várias iniciativas de âmbito cultural, não considera a Ministra da Cultura que é óbvia a decisão de abertura do processo de classificação do edifício, e, também se, sendo cada vez mais recorrentes os atos de vandalismo para com património monumental e cultural, tendo o próprio Padrão dos Descobrimentos sido vítima de um desses atos, não considera a governante que é urgente uma decisão quanto ao pedido de classificação.

Ana Rita Bessa e Telmo Correia querem ainda saber quando é que esse processo poderá ter início e quando poderá estar concluído.

Tornou-se esta semana público o facto de o Padrão dos Descobrimentos não ser nem monumento nacional nem municipal, ou sequer de interesse público.

Curiosamente, e apesar de em termos públicos ser sempre referido como «monumento» - nomeadamente no site da EGEAC [Empresa de Gestão de Equipamentos e Animação Cultural, responsável pela gestão de alguns dos mais emblemáticos espaços culturais de Lisboa] e no site dedicado ao edifício, o Padrão não tem classificação própria, usufruindo apenas da proteção da área protegida relativa à classificação do Mosteiro dos Jerónimos e do Museu de Arte Popular.

Mas também a Direção-Geral do Património Cultural (DGPC) inclui o Padrão dos Descobrimentos na listagem do site dedicado a «monumentos» [www.monumentos.gov.pt].

De acordo com as notícias veiculadas, em fevereiro deste ano a Associação Cívica Cidadania LX entregou na DGPC de um pedido de classificação do Padrão como monumento nacional, pedido esse que, alegadamente, está a ser analisado. A decisão poderá ser ou de abertura ou de arquivamento da proposta, sendo que, caso se a DGPC opte pela primeira, o processo tramitará para uma segunda fase em que deverá ser aferido o grau de classificação – ou Monumento Nacional ou Monumento de Interesse Público.

O Grupo Parlamentar do CDS considera ser incompreensível, desde logo, que nunca tenha sido equacionada a classificação do Padrão dos Descobrimentos enquanto monumento. E, também, que, feito o pedido para tal, ainda se possa considerar o seu arquivamento.

A valorização do património histórico e cultural de qualquer país é a melhor forma de as gerações contemporâneas homenagearem as suas antecessoras e assegurarem a transmissão dos valores nacionais às gerações vindouras.

Por outro lado, o bem público, enquanto conceito, tenha ele um caráter histórico ou não, deve ser preservado, porquanto resulta de um investimento do Estado, financiado por todos nós e para a satisfação de necessidades da comunidade.

 

Deputados CDS

News image

Telmo Correia

Círculo Eleitoral Braga Presidente do Grupo Parlamentar  

News image

Cecília Meireles

Círculo Eleitoral Porto  

News image

Miguel Arrobas

Círculo Eleitoral Lisboa

News image

João Pinho de Almeida

Círculo Eleitoral Aveiro

News image

Pedro Morais Soares

Círculo Eleitoral Lisboa